Notícias
Fiocruz e Servier divulgam Prêmio Internacional de Neurociência
1º Prêmio Fiocruz-Servier de Neurociência

A Fundação Oswaldo Cruz e o Instituto Servier, grupo farmacêutico francês, divulgam a chamada para o 1º Prêmio Fiocruz-Servier de Neurociência, destinado a premiar projetos focados em Neurociência e pesquisas sobre o vírus da Zika. Os trabalhos concorrerão em duas categorias, Neurociência e infecção por vírus zika e Neuroinformação e distúrbios de neurodesenvolvimento.

 

A primeira chamada, iniciada em 14 de agosto deste ano, foi para a categoria Neurociência e infecção por vírus zika. Podem enviar trabalhos, até o dia 12 de dezembro de 2017, pessoas físicas que sejam docentes, cientistas ou pesquisadores com estudos que respeitem ao tema proposto. O prêmio será uma contribuição de 30 mil euros para a continuação da pesquisa.

 

A segunda chamada, iniciada em 14 de setembro, foi para os trabalhos de Neuroinformação e distúrbios de neurodesenvolvimento. Dessa categoria participam laboratórios, centros de pesquisa e universidades. Os envios ocorrerão até 12 de janeiro de 2018 e o ganhador receberá um valor de 120 mil euros, divididos em três anos (20 mil no primeiro e 50 mil nos dois últimos).

 

De acordo com Nísia Trindade Lima, presidente da Fiocruz, a mobilização para o enfrentamento da zika trouxe grandes desafios e contribuições, premiadas com iniciativas como esta, que visa reconhecer e fomentar o trabalho de pesquisadores brasileiros.

 

Por sua vez, o presidente da Servier do Brasil, Christophe Sabathier, reforçou o papel humanitário da fundação, sempre engajada em salvar vidas. Ainda, destacou que o Instituto vai continuar investindo no Brasil e contribuindo para o avanço das pesquisas.

 

Os interessados em participar da premiação deverão enviar o dossiê dos trabalhos para o email premioservier@fiocruz.br.

 

Para mais informações, acesse o site http://www.premiofiocruzservier.com.br/.

(20/11/2017)