Projetos de Pesquisa

A atividade científica consiste de um conjunto de ações das quais fazem parte os exercícios de observar, analisar, relacionar, interpretar e concluir fenômenos da realidade com a finalidade de alcançar objetivos associados a uma necessidade específica. Tais ações são discriminadas através de um documento científico denominado Projeto de Pesquisa. Assim, um projeto de pesquisa pode ser visto como um documento científico que expressa um conjunto de ações contíguas a serem desenvolvidas, tendo por finalidade a descoberta de novos conhecimentos no domínio científico, literário, artístico, entre outros. A sua elaboração resulta de dois aspectos fundamentais: o primeiro associado à capacidade que o pesquisador tem de imaginar e construir mentalmente imagens de situações presentes e/ou futuras.

 

Ciclo PROPESQ

 

O segundo, da sua capacidade de conceber um plano de ação capaz de ser executado em intervalo de tempo preestabelecido. Como vemos, o projeto de pesquisa é o documento que normatiza planos, fases e procedimentos da investigação científica a ser empreendida. Todo projeto de pesquisa deve ser escrito de forma concisa e clara. Assim, ele deve permitir ao leitor (ou avaliador) antever as respostas necessárias para questões como:

 

Da sua estrutura devem constar as seções seguintes:

  1. Introdução: Ela deve ser breve, explicar os conhecimentos atuais no domínio explorado e o motivo da pesquisa. Nesta, o pesquisador deve deixar transparecer para o leito (ou avaliador) a sensação de que com o desenvolvimento da pesquisa ele vai ampliar e melhorar o seu nível de conhecimento a respeito do tema explorado.
  2. Objetivos da pesquisa: Estes devem ser bem definidos e bem precisos (circunscritos).
  3. Material e métodos: descrição detalhada do material a ser utilizado na coleta de dados no decorrer do desenvolvimento da pesquisa e dos métodos a serem utilizados no tratamento dos dados coletados
  4. Organização da pesquisa: Precisar os nomes dos investigadores envolvidos, as instituições participantes da pesquisa e o tempo destinado por cada um destes à pesquisa.
  5. Cronograma de atividades da pesquisa: Especificar as atividades a serem desenvolvida e o tempo destinado a cada uma delas.
  6. Bibliografia: essencial e relevante 5 a 10 referências importantes.

 

No sistema integrado de gestão de atividades acadêmicas, SIGAA, módulo de Ações Acadêmicas, o professor pode cadastrar dois tipos de projetos: interno e externo. O projeto é considerado interno quando a fonte de financiamento é a própria UFRN. O professor submete esse tipo de projeto sem vinculação ou com vinculação aos editais de solicitação de bolsas dos Programas PIBIC-PROPESQ, apoio financeiro aos novos pesquisadores e aos grupos de pesquisa, entre outros, isoladamente ou em associação com ações de Ensino e Extensão. Por outro lado, o projeto é considerado externo, quando a fonte de financiamento é um órgão de fomento à pesquisa tipo: CNPq, FINEP, Petrobras, FAPERN, bancos estatais e privados, entre outros. Esse tipo de projeto pode ser cadastrado a qualquer momento no SIGAA.